terça-feira, 15 de novembro de 2011

NIVER DA MINHA TERRA






MINHA TERRA QUERIDA



Nasci no alto monte,
Na terra mais linda que há,
Minha querida SAMONTE,
Se estiver longe, é saudade que dá!

É saudade doída,
É tristeza que não finda,
Só quando a avisto de longe,
Em suas luzes, tão linda!

Escuto o barulho de fogos
Dentro do meu coração.
O caminho fica mais longo,
Parece não chegar não.

Lembro ainda com saudades,
De quando ela era pequenina,
Suas luzes tão fraquinhas
E os namorados nas esquinas.

Piso com mais firmeza
No chão dessa terra querida.
E aqui, bem no alto do Monte
Quero viver minha vida.

CLEIDE MENEZES











SANTO ANTÔNIO DO MONTE




"MAS, AS MAIS LINDAS E DOCES NAMORADAS SÃO AS DE SANTO ANTÔNIO DO MONTE... "Carlos Drumont de Andrade




















2 comentários:

  1. Lindo poema, Cleide querida.
    SAMonte não sai de mim.
    Também amo essa terra, nossa gente.

    ResponderExcluir